« Voltar para página de notícias

Manejo: Na prática, produtores, gerentes e capatazes aprendem uma relação de respeito com o animal

 

“Na fazenda aprendemos principalmente a melhorar a relação e ter mais respeito pelo animal. E ainda como consequência melhorar o nosso produto final, que é a carne. Só tenho a agradecer a associação e ao professor Renato pela oportunidade e a partir de agora é colocar todo esse aprendizado em prática”, afirma o pecuarista Carlos Eduardo Andrighetto (foto). Ele foi um dos participantes do curso Manejo racional e bem-estar animal, ministrado nos dias 7 e 8 de junho, pelo médico veterinário e professor Renato dos Santos.

Para o zootecnista Rodrigo Meireles, a prática permite uma visão diferente do dia a dia. “Ao colocar em prática o que aprendemos na sala de aula, podemos ver como o manejo faz toda a diferença. O trabalho se torna mais dinâmico, mais seguro tanto para o peão quanto para o animal, além de ser mais eficiente e o resultado só tende a melhorar”.

Entre as principais diferenças ao fazer o manejo correto é a tranquilidade do lote e o resultado no produto final. “Com o manejo correto não tem mudança de temperamento do lote, não há agressão, o que torna tudo mais fácil. E o produtor lá na frente terá um resultado satisfatório, uma carne de qualidade, sem lesões e com o Ph ideal”.

A aula prática foi realizada na fazenda C.R.A –I, em Ribas do Rio Pardo, do pecuarista Cláudio Régis Andrighetto. O curso é realizado pela ASPNP em parceria com o WWF-Brasil. 

 

COTAÇÕES
  • BOI R$ 143,55
  • SOJA R$ 80,93
  • MILHO R$ 37,96
  • VACA R$ 136,31
  • Referentes ao dia : 18/12/18
    Campo Grande Cotação da @ à vista

INFORMATIVO
CANAL DO PRODUTOR




PARCEIROS